seguridad

Completados 186 anos de ocupação ilegal britânica das Ilhas Malvinas, a Argentina reafirma o direito

Por Agencia Télam

04-01-2019 10:30

O governo argentino reafirmou seus "legítimos direitos de soberania" sobre as ilhas Malvinas, completados 186 anos da ocupação ilegal por forças militares do Reino Unido, e reafirma a intenção de “continuar trabalhando na construção de um clima de confiança propício" para encontrar uma solução para a disputa.

"Nesta data tão significativa para o nosso país, o Governo e o povo argentino reafirmam uma vez mais seus legítimos e imprescritíveis direitos de soberania sobre as Ilhas Malvinas, Georgias do Sul, Sandwich do Sul e os espaços marítimos circundantes", refere um comunicado da do Ministério das Relações Exteriores, liderado por Jorge Faurie.

O Ministério lembrou que as Nações Unidas "reconhecem a existência de uma situação colonial nas Ilhas Malvinas, onde há uma disputa de soberania que deve ser resolvida pela República Argentina e o Reino Unido mediante negociações bilaterais, levando em conta os interesses dos habitantes das Ilhas".

Em 3 de janeiro de 1833, as Ilhas Malvinas, parte integrante do território nacional argentino, foram ilegalmente ocupadas por forças miliares do Reino Unido da Grã- Bretanha e Irlanda do Norte. (Télam)